Início Notícia Voltar

Tempo segue instável nesta quarta no RS, com formação de ciclone na costa

Ventos fortes em direção Sul podem agravar cheia do Guaíba, em Porto Alegre

27/09/2023 08:54 por André Motta


CapaNoticia

 

Um ciclone extratropical se forma na costa do Sul do Brasil e as chuvas ainda não dão trégua ao Rio Grande do Sul. A frente fria associada ao sistema avança, nesta quarta-feira, com chuva e temporais por Santa Catarina e Paraná. A circulação de umidade do ciclone ainda traz precipitação em pontos da Metade Leste do RS. Em muitas cidades, contudo, a instabilidade se alterna com sol.

Na Serra e Litoral Norte, tempo mais fechado e chuva forte em alguns locais ainda. Na maior parte do estado, o tempo melhora e o sol aparece com nuvens. Tempo mais aberto da tarde para a noite. Ventoso no Sul e no Leste gaúcho em dia que será ameno para a época do ano.
As mínimas rondam os 10ºC em Bagé, 8ºC em Caxias do Sul e 5ºC em São José dos Ausentes. As máximas, por sua vez, podem chegar a 20ºC em Torres e 21ºC em Uruguaiana. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 13ºC e 19ºC.

Um centro de baixa pressão foi responsável por intensificar a instabilidade no Rio Grande do Sul, nessa terça, com chuva excessiva em parte do estado e temporais com muitos raios e queda de granizo. As pedras de granizo causaram mais danos em locais como Canoas, Gravataí e Faxinal do Soturno.

Ar muito quente, associado a enorme massa de ar sobre o Brasil, que elevou a temperatura a 43,5ºC em Minas Gerais, garantia a energia para a formação de enormes nuvens de tempestade entre o Centro e o Nordeste do RS. Registrava-se um brutal contraste térmico dentro do Estado, com marcas à tarde que variavam entre 11ºC no Sul gaúcho e até 37ºC no Noroeste do estado.

O aprofundamento da baixa pressão e o contraste térmica tiveram como efeito ainda vento muito forte a intenso do quadrante Leste que soprou com rajadas de até 70 km/h em Porto Alegre. Mesmo vento forte que fez com que as águas da Lagoa dos Patos, com seu nível muito alto, “empilhassem” na margem Oeste com alagamentos e inundações costeiras pelas ondas que atingiam cidades como Tapes, Barra do Ribeiro e Arambaré.

Nesta quarta, a baixa pressão dará origem a um ciclone sobre o Atlântico nas costas do Litoral Norte do Rio Grande do Sul e do Sul de Santa Catarina. O ciclone vai trazer vento forte no decorrer do dia com rajadas, em média, de 50 km/h a 80 km/h na costa, na Lagoa dos Patos e na área de Porto Alegre. No Litoral Norte, o vento pode ser mais intenso em alguns pontos.

Em Porto Alegre, o vento Sul que soprará por vezes forte no decorrer do dia vai elevar o Guaíba por efeito de represamento e não se afasta que a elevação seja acentuada. Com o nível já muito alto, e que atingia 2,78 metros no fim da tarde de terça.

Correio do Povo



Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.


Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Ouça aqui

89.7 FM

Ouça aqui

91.5 FM

89.7
91.5