Início Notícia Voltar

Preso há 43 anos, homem é inocentado por assassinato que não cometeu

O homem foi acusado injustamente de um triplo homicídio ocorrido em 1978.

24/11/2021 11:56 por Maira Kempf


CapaNoticia

 

 Kevin Strickland, de 62 anos, foi inocentado e libertado após ficar 43 anos preso. O homem de Kansas City, no Estados Unidos, foi acusado injustamente de um triplo homicídio ocorrido em 1978. Ele sempre afirmou que estava em casa assistindo à televisão e não teve nada a ver com os assassinatos que aconteceram quando ele tinha 18 anos. As informações são do The New York Times.

A decisão pela libertação veio do juiz James Welsh, do Tribunal de Apelações do Missouri, nesta terça-feira (23), após uma audiência probatória que durou três dias. Um promotor do condado de Jackson, que solicitou a audiência, disse que as evidências usadas para condenar o réu haviam sido retratadas ou refutadas. Kevin Strickland soube da decisão sobre sua libertação através da televisão, enquanto assistia a uma novela. Ele disse que os outros presos começaram a gritar ao terem conhecimento.

— Não estou necessariamente com raiva. Isso é muito. Acho que criei emoções que todos vocês ainda não conhecem. Alegria, tristeza, medo. Estou tentando descobrir como colocá-los juntos — disse aos repórteres ao deixar a prisão.

Em 25 de abril de 1978, Larry Ingram, de 21 anos, John Walker, de 20, e Sherrie Black, de 22, foram assassinados durante um tiroteio em uma casa em Kansas City. James Strickland foi apontado como o principal suspeito, pois as evidências se concentraram no testemunho de Cynthia Douglas, a única pessoa a sobreviver ao incidente. Depois, ela afirmou que foi pressionada pela polícia a escolher Strickland e tentou alertar especialistas políticos e jurídicos para ajudá-la a provar que ela havia identificado o homem errado.

James Strickland é negro e seu primeiro julgamento terminou com um júri sem unanimidade, quando o único jurado negro, uma mulher, pediu a absolvição. Após seu segundo julgamento, em 1979, ele foi condenado por um júri totalmente branco por uma acusação de assassinato capital e duas acusações de assassinato em segundo grau. 

 

Gaúcha ZH



Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.


Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Ouça aqui

89.7 FM

Gramofone

Ouça aqui

91.5 FM

Gramofone
89.7
91.5